Mais de 8 anos de experiência com clientes em todo o Brasil!

Tudo sobre Branding - o Guia Definitivo

11/11/2020
Tudo sobre Branding - o Guia Definitivo

Pense em um produto. Pode ser qualquer produto disponível no mercado, do mais top e inovador ao mais estranho e esquecido. Não importa qual o produto, mas ele com certeza pertence a uma empresa que, por sua vez, é dona de uma marca.

 

O que é marca?

De acordo com a definição básica do SEBRAE, marca não é nada mais do que a identidade de uma empresa, a forma com ela é reconhecida no mercado.

Uma marca possui 7 elementos básicos e fundamentais, como:

  • Nome
  • Logotipo (símbolo)
  • Slogan (frase curta que transmite a essência da marca)
  • Mascote (personagem que representa a marca)
  • Embalagem
  • Registro de patente
  • Brand Equity (valor da marca)

Juntos, os elementos alimentam uma identidade para a marca e produto, gerando valor tangível (embalagem e mascote) e intangível, como a própria marca.

 

O que é Branding?

Agora que você sabe o que é uma marca, voltamos à questão inicial. Afinal, o que é o Branding? Do inglês, “brand” significa literalmente “marca”. Já o branding, são ações de marketing projetadas e alinhadas com a missão, visão e valores de uma marca.

Essas ações vão muito além do nome. Elas podem envolver criação de logotipo, escolha de cores, o design de um site, conteúdo, discurso, tom de voz, jingles e outros elementos que ajudam a construir a personalidade.

Um grande exemplo de ação de Branding que tornou-se uma referência de consolidação no mercado é a fintech Nubank, de São Paulo. Quem não reconhece o roxinho de longe? E como não lembrar de sua interação com clientes em redes sociais? Do atendimento aos grandes diretores, é fácil identificar um padrão no discurso da marca. Tudo isso faz parte de uma estratégia de branding de sucesso.

 

Por que Branding é importante?

O branding é o principal responsável por criar e consolidar a imagem que um indivíduo possui de uma empresa, sejam consumidores ou não.

A marca se preocupa com seus clientes e funcionários? O posicionamento é liberal ou conservador? Essas ações podem interferir significativamente na forma como a empresa é vista e consumida.

Em 2018, a empresa Nike perdeu 3% do valor no mercado de ações pouco após anunciar a campanha com Colin Kaepernick, atleta envolvido em protestos antirracismo desde 2016. Embora o risco fosse alto, a Nike foi coerente ao seu discurso, assumindo um posicionamento. Assim que publicou o anúncio com a frase “Acredite em algo. Mesmo que isso signifique sacrificar tudo”, usuários protestaram contra a marca e compartilharam vídeos queimando seus tênis. No entanto, muitos também aprovaram a ação, que apresentou uma valorização de 30% das ações poucos meses depois.

Fazer branding e assumir um posicionamento da marca cria um valor e conexão direta com o público, que pode ser negativa ou positiva. O ideal é que seja sempre realizada com um planejamento prévio, assim os resultados também podem ser melhor avaliados.

 

Fazendo a Gestão de Branding

Se criar uma marca já não é algo tão simples, fazer uma gestão de branding se torna tão complexo quanto, mas é super necessário.

Faz parte da estratégia de branding zelar e fazer a manutenção de comunicação com o público, marketing de conteúdo e criar um propósito para a marca além do básico, que é fazer a venda do produto ou serviço.

Fazer uma gestão de branding também significa lembrar o seu público-alvo do que você acredita, quais as ideias e causas que você apoia, defende e o que conquistou.

 

Discurso coerente

Lembra do que falamos a respeito do discurso? Ele também precisa ser coerente com as ações tomadas pela empresa. O público pode encontrar muito mais valor em uma empresa que diz ser a favor da diversidade e inclui todos os tipos de gêneros e raças em suas campanhas; do que em uma empresa que utiliza o mesmo discurso mas não apresenta nenhum modelo de representatividade, por exemplo.


Cuidando da Identidade Visual

A identidade visual da marca está muito além do nome e logotipo da empresa. Outros elementos também definem um padrão, como:

  • Cores
  • Símbolos
  • Tipografia

Unidos à fotos, vídeos e até mesmo o tom de voz, como é o caso de conteúdos audiovisuais, a identidade visual também deve passar uma sensação característica ao público. Ela é uma peça chave e deve ser trabalhada em todos os canais, seja offline, como banners e outdoors; ou online, como redes sociais, sites e até mesmo as landing pages.

 

Está pronto para iniciar a construção do Branding de sua empresa? Conte para a gente o que achou deste artigo.

 

Autora: Quezia Barbosa

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Aguarde..