Mais de 10 anos de experiência com clientes em todo o Brasil!

Hospedando seu site - guia para iniciantes!

14/06/2022
Hospedando seu site - guia para iniciantes!

Sabia que o número de empresas que apostaram em vendas digitais está bombando nos últimos anos? Sim, esse é um reflexo direto da pandemia, que fez com que muitas pessoas encontrassem alternativas para manter a empresa em pleno funcionamento, independente do nível crítico em que o mercado se encontrava.

Se os números de 2020 já surpreendiam, 2021 não ficou atrás: o mercado de e-commerce brasileiro teve um aumento de 26,9% em relação a 2020, faturando R$161 bilhões, segundo estudos da Neotrust, batendo um novo recorde nacional.

E é claro que, para acompanhar esses avanços, as empresas precisam de um canal para apoiar as vendas, e nada garante mais credibilidade, autoridade, segurança e escalabilidade do que a criação de um site profissional.

Existem 3 elementos básicos que o site deve conter: domínio (URL), CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) e a hospedagem do site (host). Hoje nós vamos falar um pouco mais sobre o último e te ajudar a entender como é feita a hospedagem de um site. Vamos lá!

 

Função da Hospedagem na web

Provedores de serviços de hospedagem são a base de todo site que existe na web, independente de serem pagos ou sites gratuitos. É ele quem possibilita que sua página seja publicada e fique visível para outros usuários, portanto, sem ele o seu site não existe.

Os servidores utilizados atribuem um endereço IP a todos os sites registrados, e são responsáveis por armazenar toda a informação presente no site, como fotos, vídeos e textos. Basta um toque de designer aqui e ali, e o seu site já vai ficar super funcional e moderno, do jeitinho que estamos familiarizados.

O mais importante é pesquisar muito bem o host antes de fazer sua aposta, já que seu cliente precisa estar seguro e acessar o site sem dificuldade, a qualquer dia ou horário. Você não vai querer que ele tenha uma experiência ruim logo na primeira visita ao seu site, não é?

 

4 passos para Hospedar o seu Site

Continue a leitura, eu vou compartilhar com você os 4 passos para hospedar o seu site rápido e prático.

 

  1. Selecione o tipo de host

Apesar do conceito de hospedagem parecer um pouco genérico, você precisa saber que existem seis tipos de hospedagem, cada uma com sua função e características. São elas:

  • Hospedagem compartilhada: usada para reduzir custos operacionais, o mesmo servidor pode ser dividido entre vários sites.
  • Hospedagem dedicada: o servidor é de uso individual, dedicado a apenas um proprietário/site.
  • Hospedagem VPS (servidor privado virtual): compartilha o mesmo servidor com compartimentos virtuais (sites) independentes, um meio termo entre os dois anteriores.
  • Hospedagem ‘colocation’: um servidor 100% dedicado a uma empresa, suportando o site e armazenando suas informações em um data center entre outros servidores.
  • Hospedagem na nuvem: fornece ao site os próprios recursos dedicados em uma plataforma com vários servidores, em vez de um único, permitindo acesso em qualquer lugar, com mais segurança e melhor desempenho.
  • Hospedagem em várias nuvens: conecta vários sites em várias redes em nuvem simultaneamente, alternando automaticamente caso a rede utilizada caia.

 

  1. Considerando as necessidades do site

Antes de sair adaptando o site para que ele se adeque ao host, vale destacar que existem muitas alternativas no mercado, e uma delas certamente atenderá a sua necessidade. O mais importante é prezar por um host que execute o site com velocidade e confiabilidade, sempre que o cliente precisar. Sendo assim, o que você precisa considerar?

Em primeiro lugar, considere o uptime, ou seja, há quanto tempo o serviço de hospedagem está disponível e atendendo as demandas dos seus usuários sem problemas, afinal, você está pagando por um serviço e precisa que ele funcione corretamente.

Depois, você vai analisar a largura de banda, que é a quantidade de dados que o site pode transferir aos usuários ao longo do tempo. Sempre considere o volume de tráfego que você espera trazer para o seu site e o tamanho das páginas, já que poderá influenciar significativamente no carregamento da página.

Você também pode considerar outros recursos técnicos na hora de escolher, como ferramentas avançadas de SEO, suporte ao cliente e softwares extras que possam complementar a experiência do usuário.

 

  1. Escolhendo o provedor

A função do provedor é armazenar e entregar dados aos visitantes do seu site. A quantidade de armazenamento que você precisará depende exclusivamente das demandas que o seu site terá que atender.

Essa é uma resposta sem um padrão definido. Pode ser que você utilize o site apenas para servir como portfólio, logo, você precisa de um espaço mínimo para comportar textos, fotos e, quem sabe, alguns vídeos. Já um e-commerce com grande catálogo de produtos precisará de um espaço muito maior, mostrando várias fotos ou vídeos de produtos em ângulos diferentes, carregando fotos e feedbacks de clientes, banners promocionais, entre outros elementos.

Outro olhar que devemos ter é para a cibersegurança. Você vai lidar com dados em massa dos seus clientes, e eles precisam se manter seguros e livres dos ataques de hackers. Logo, preze por um provedor confiável, que respeite os padrões internacionais de segurança digital, com proteção HTTPS e SSL.

 

  1. Compre o domínio (URL)

O nome de domínio é o que define a quem o site pertence. Ele precisa ser único, se destacar, ser claro, fácil de decorar e transmitir o profissionalismo da sua marca.

Você pode considerar o uso de palavras-chaves ou até frases objetivas que descrevam o seu site ou produto. Pense estrategicamente, facilitando na hora de encontrar a página nos buscadores.

Para que você possa otimizar tempo, a maioria dos sites que vendem hosts também possuem uma área de registro do domínio, assim você fecha tudo em combo.

 

Dica: Está com medo do usuário digitar apenas .com ou .br e não apontar para o seu site? Você pode utilizar as estratégias de domínio redirecionado ou domínio estacionado, assim o usuário será encaminhado para o site correto, sem precisar corrigir o endereço da URL.

 

Para encerrar a conversa…

Como você pode ver, fazer a hospedagem de um site não é tão complicado, tanto que você pode fazer tudo em apenas quatro etapas. O mais importante é que você entenda qual é a necessidade do seu site nesse momento, fazendo as escolhas estratégicas, com maior escalabilidade e que competem com a demanda do seu negócio.

Quer facilitar as coisas e encontrar as melhores soluções na hora de criar um site profissional? Conte com o apoio de um desenvolvedor especialista em criação de sites.

Além de ter um site moderno, intuitivo e com layout responsivo, você já trabalha as melhores práticas de SEO, otimizado para o buscador do Google.

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Aguarde..